Você é a Igreja.

Ontem tive a oportunidade de conhecer duas igrejas bem distintas. Pela manhã fui a uma igreja local com 40 pessoas – Simples. Poucos recursos. Mas isso não fez nenhuma diferença já que o que mais preciso quando vou a igreja é agradecer, ouvir a Palavra de Deus, ser preenchido, minha fé alavancada, servir e ter união entre as pessoas. O amor que encontrei com os que estavam lá foi algo especial, algo que você não encontra em outro lugar.Imagem

A noite estive em uma igreja com recursos e uma estrutura incrível: Luzes, som, estacionamento, bancos confortáveis, tudo de grande valor. Alí tinham por volta 3000 pessoas. Não há dúvida que me senti muito bem de estar alí. Mas se acabasse por aí, seria como um grande concerto. Um grande anfiteatro. Uma casa de show. Um lugar que você se senti bem e só. Mas não acabou por aí. Assim como a outra igreja “simples”, a palavra foi pregada e meu coração transbordou de alegria e fé. Quando fui embora me senti tão bem quanto a outra igreja.

Cometemos muitas vezes o erro em dizer que a igreja está assim e assado hoje em dia. Criticamos, ficamos de telespectadores e não saímos do barco em resposta da nossa fé. Quando saímos da igreja e voltamos para nossa vida diária, é quando na verdade temos que ser a igreja. É quando devemos viver tudo o que ouvimos e cantamos. O importante para Deus é saber qual é a motivação principal do nosso coração. Se queremos viver o que Ele diz. Dizemos: “Senhor, o que tu queres que eu faça?” Deus está acima de qualquer homem ou poder. Se começamos a criticar a igreja e por isso não vivemos o que a palavra nos ensina, estamos colocando o homem acima de Deus.

Jesus sabia que Judas era o seu traidor. Ele é conhecedor de todos as coisas. Mesmo assim Jesus lavou os pés de Judas assim como de todos os discípulos. Jesus sentou na mesa com todos eles, mesmo sabendo quem o trairia. Nós dificilmente olhamos na cara de alguém que não “gostamos”. Queremos estar com pessoas que nos familiarizamos e só. Jesus nos mostra que quando se está sobre o comando de Deus, é Ele quem age por meio de nós e não mais nós mesmos. Deus é soberano e Jesus nos mostra em quem devemos confiar. Sua confiança não está baseada no que os outros dizem, mas sim quem Ele é perante Deus e qual era o seu propósito maior. Jesus está sentado na mesa com seus amigos e inimigos na última ceia. Ele não diz: Judas você não foi convidado por que você é um traidor. Não. Ele continuou o mesmo. Pois Ele veio para nos buscar e nos salvar.

Não importa em qual igreja você vai. Se você está sendo convidado a ser mais como Jesus, isso é o mais importante. Por que se queremos ser mais como Ele, esta é uma escolha que fazemos diariamente. Quando estamos na igreja e principalmente quando voltamos para a nossa vida diária.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s