Quando crer ou não crer se colidem

Queira ou não queira, todos nós cremos em algo.

Acreditamos que iremos conseguir o que sonhamos, ou não.

Acreditamos que o Brasil será melhor com o novo governo, ou não.

Acreditamos que a economia irá melhorar, ou não.

Acreditamos que o amanhã resolveremos nossos problemas, ou não.

Acreditamos que o aquecimento global é uma realidade, ou não.

Acreditamos que se não nos alimentarmos corretamente poderemos engordar, ou não.

Acreditamos que o amanhã pode ser melhor que hoje, ou não.

Acreditamos que podemos viver em paz com nossos familiares, ou não.

E assim por diante…

Tudo é uma questão de escolha. De posição.

Mas quando já passamos por determinadas experiências e ficamos descrentes com algo. Tipo, ah, isso não vai dar certo. Já tentamos, ou já acreditamos nisso e nada… Você começa a não mais colocar sua expectativa, e não mais toma uma posição de crer que pode acontecer.

Nos anos 50 fizeram a seguinte experiência com um cachorro:

Colocaram um cachorro numa caixa com a tampa aberta. Na frente do cachorro havia uma lâmpada, que primeiro estava apagada. Quando essa lâmpada acendia, depois de três segundos, acionavam um choque na caixa, o cachorro assim pulava da caixa, sentindo o choque.

Novamente colocaram o cachorro na caixa e esse procedimento ocorreu três vezes. As três vezes o cachorro pulou por causa do choque. A segunda experiência foi que eles não mais acionavam o choque depois que a lâmpada era acesa. Mesmo assim, o mesmo cachorro após de ver a lâmpada sendo acesa, ele pulava da caixa já prevendo o choque que sentiu nas outras 3 vezes.

Então os pesquisadores, querendo mudar o comportamento do cachorro, colocaram-no novamente na caixa e tamparam com uma tampa, prendendo o cachorro. A luz foi acionada, o cachorro não pode pular para fora, o choque não foi acionado, o cachorro não pode fugir de seu medo. Os pesquisadores, tiraram a tampa, acenderam a luz, e o cachorro não pulou mais para fora da caixa e o choque não foi acionado.

Isso nos ensina que nossas atitudes podem ser muitas vezes baseadas pelo medo ou por experiências que já nos aconteceram.

Nós também podemos ser condicionados como o exemplo cachorro.

Quando começo a pensar dessa forma procuro aplicar 3 coisas na minha vida:

1. Lembro e medito nas promessas de Deus – A Palavra de Deus é a verdade, e suas promessas jamais falharão. Eu possso falhar mas a Palavra de Deus não falha. Ao invés de pensar em minhas dúvidas, medos ou receios, eu substituo pelas suas promessas e deixo que elas produzem o resultado. Deus é por nós e tudo posso naquele que me fortalece.

2. Se fracassar, tente novamente – Muitas vezes por tentarmos uma vez, e não obtivemos sucesso, deixamos de crer, desistimos e recuamos. Mas, se olharmos por outro lado, se enfrentarmos novamente o desafio, veremos que estaremos mais fortes, mais preparados e mais convictos. Muitas vezes não crescemos como deveríamos porque deixamos de buscar, tentar e acreditar. Enfrente novamente mesmo que seja preciso “fechar a tampa da caixa.” Você verá que o choque não vai estar mais ali.

3. Tudo é possível aquele que crê – Jesus disse isso. Então enfrente o desafio em nome de Jesus. Ele revigora as forças e nos incentiva a crer. Pois para Deus nada é impossível. Tenha fé. Mas a fé sem ação é morta. Precisamos crer e agir, pois Deus está e estará sempre conosco, Ele disse: “De maneira alguma te deixarei, nunca jamais te desampararei.”

E você, o que faz quando está prestes a desistir?

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s